Tipos de Cravação – Tudo o que Você Precisa Saber

artesao lapidacao cravacao
  OUTLET

A cravação é uma característica relevante na produção e uma joia porque ela determinará quão bem uma pedra reflete a luz. Além disso, determinam a aparência de uma determinada joia. Por isso vamos conhecer um pouco mais sobre os Tipos de Cravação.

Existem uma infinidade de detalhes no desenvolvimento de uma joia, como seu estilo, a gema, a quilatagem (tato da gema, quanto do metal), o metal adequado, a lapidação e também existe a CRAVAÇÃO.

Tipos de Cravação

Os tipos de cravação refere-se à base de metal que mantém uma pedra ou diamante no lugar. Cada estilo é desenvolvido para aprimorar a beleza das pedras e o brilho de uma peça de joalheria. Se você está se perguntando qual é o melhor tipo de configuração para você, detalhamos alguns dos tipos de configuração mais comuns e mais usados.

Cravação com Garras:

neste tipo de cravação, a gema é presa à joia através de garras, e pode ter três, quatro, cinco ou seis garras com acabamento variado.

FOTO:Reprodução/Pinterest

Cravação Inglesa:

a gema é presa à joia por um aro de metal que tem como objetivo pressionar todas as suas extremidades, e além disso esse é o método mais antigo e tradicional de anexar pedras às jóias.

FOTO:Reprodução/Pinterest

Cravação Pavê:

Esse tipo de cravação tem um estilo em que as montagens de uma pedra não são visíveis a olho nu. Anéis, brincos, colares e pingentes invisíveis geralmente parecem conter um conjunto flutuante de pedras preciosas. 

FOTO:Reprodução/Pinterest

Nesse cenário, os sulcos são cortados abaixo da cintura de cada pedra preciosa, que é ajustada em uma estrutura de metal que permanece oculta. Embora inventado há dois séculos, não ganhou popularidade até os anos 90.

Cravação Grão:

A cravação grão é o mesmo processo utilizado na cravação pavê, porém com um encrave individual para cada gema. No entanto, são usadas para montar pedras com corte redondo e com essa cravação os joalheiros formam pequenas pontas que manterão as joias de maneira discreta. 

O resultado faz com que pouco do metal seja visto e as propriedades refletivas da pedra se tornam mais proeminentes. Esse tipo de cravação de pedra é visto em pulseiras, brincos e pingentes mas é muito mais comum em anéis.

Cravação Trilho ou Carrê:

Na cravação trilho ou carrê, as gemas são enfileiradas entre dois “trilhos” paralelos de metal, e fixadas entre o sulco feito nas laterais internas do metal e a borda superior do trilho.

FOTO:Reprodução/Pinterest

Estes são os tipos de cravação mais conhecidos e utilizados. Ademais, o trabalho de cravação é considerado um processo complementar na confecção de uma joia, podendo ser realizado pelo próprio joalheiro ou por cravadores especializados.

A arte de unir a gema ao metal demanda muita habilidade técnica, firmeza das mãos e muito amor por esse trabalho tão minucioso e delicado que agrega valor às peças, enriquecendo de beleza qualquer joia, tornando-a única.

joias em prata blog

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here