Encontrado Substâncias Cancerígenas em Marcas de Semijoias

Substâncias cancerígenas em semijoias

Para serem consideradas semijoias ou folheados, as peças devem receber camadas de metais nobres como ouro ou ródio. Há um valor mínimo estabelecido pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para que uma peça seja considerada um folheado.

Infelizmente, nem todas as marcas famosas de semijoias cumprem esse critério. Além de não ter as quantidades mínimas de ouro, algumas marcas apresentam substâncias cancerígenas em semijoias. Segundo a ABTN, uma peça é considerada folheado quando ela apresenta em sua composição pelo menos dois milésimos de ouro fino em sua massa total. Entretanto, mesmo sabendo da importância de um banho de qualidade para as semijoias  muitas marcas não seguem o critérios.

Uma pesquisa realizada pela Proteste (Associação de Defesa do Consumidor), selecionou nove marcas famosas de semijoias e folheados para realizar diversos testes de qualidade.

Então, o estudo considerou como principais critérios de avaliação a quantidade de ouro presente nas peças e também se havia cádmio nas semijoias. E das nove marcas testadas, foi encontrada substância tóxica em seis. E uma das marcas não pode ser avaliada na categoria de folheados, porque havia quantidade de ouro menor que o mínimo em suas peças.

Substâncias cancerígenas em semijoias

As marcas testadas pela pesquisa da Proteste foram: Morana, Rommanel, My Gloss, Naka Joias, 18K, Gaya Joias, Plínio Joias, Osher King Box e Shalom Joias. A constatação foi de que Rommanel, Naka Joias, Gaya Joias, Osher King Box e Shalom Joias ainda possuem cádmio, substância cancerígena em suas composições.

Em 2016, o INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Tecnologia e Qualidade definiu que joias, semijoias e bijuterias não poderiam ter valor igual ou superior a 0,01% e 0,03% de cádmio e chumbo em suas composições.

A regulamentação do uso dessa substância foi definida com o intuito de proteger o meio ambiente contra metais pesados. E,  principalmente, para resguardar a saúde do consumidor.

Afinal, assim como o chumbo, o cádmio é um metal pesado nocivo à saúde. Isso porque quando eles estão em contato com a pele, eles podem atrair enzimas e proteínas, dificultando seu funcionamento natural.

Então, essas substâncias podem ser absorvidas via área, via oral e também através da pele, que é o caso do uso de acessórios.

Segundo especialistas, a absorção dérmica é também tem seu efeito tóxico. Estudos indicam que o órgão mais prejudicado com essa ação é o rim, pois a substância se acumula nessa região.

Posicionamento das empresas após regulamentação

Entretanto, mesmo após saber sobre todos esses riscos as marcas continuaram usando cádmio. O período de adaptação da nova regulamentação foi de 36 meses, sendo que ela entrou em vigor em janeiro de 2016.

Então, marcas famosas como Rommanel, Naka Joias, Gaya Joias, Osher King Box e Shalom Joias mantiveram substâncias cancerígenas em semijoias, segundo apontamento da pesquisa da Proteste. Sobre a marca My Gloss a indicação é que o metal pesado ainda estava presente em seus substratos.

Teste dos folheadas

A Proteste também testou a quantidade de ouro presente nas semijoias vendidas pelas marcas como folheadas. Foi usada como base para pesquisa uma tabela que indica a quantidade de ouro presente no produto em relação a sua massa, confira:

Pesquisa proteste Folheados
Reprodução: Proteste

Então, nesse teste apenas a marca Rommanel foi classificada como F2. Isso indicou que as peças da empresa testadas tinham mais que 5 milésimos de ouro em sua composição.

Por outro lado, a marca Plínio Joias foi eliminada do teste por ser considerada fraude. Isso porque as peças da marca não alcançaram o valor mínimo de 2 milésimos de ouro fino para serem consideradas folheados.

No resultado da pesquisa, as demais marcas ficaram com avaliações mais baixas.  Com exceção da Rommanel, todas as outras foram classificadas como F1. Portanto, todas tem o mínimo de 2 milésimos de ouro fino em seus produtos.

Confira a classificação final feita pela pesquisa da Proteste:

Pesquisa proteste semijoias substâncias
Reprodução: Proteste

Perigo das substâncias cancerígenas em semijoias

As semijoias que trazem substâncias tóxicas podem trazer muitos problemas à saúde. Entre essas substâncias, destacamos o cádmio, o chumbo e o níquel. Então, acessórios como brincos, anéis e colares podem provocar alergias na pele e problemas ainda maiores à saúde inclusive o câncer.

Importância das semijoias banhadas

Por isso, é super importante levar em conta a confiabilidade da marca em que se compra acessórios. O banho faz toda diferença para a beleza das peças e principalmente para torná-las peças antialérgicas.

São as camadas generosas de metais nobres como ouro ou ródio que mantem as ligas metálicas totalmente distantes do contato com a pele. Por isso, ao comprar semijoias leve em consideração o grau de confiabilidade da empresa. Dessa forma, você não se corre o risco de ter substâncias cancerígenas em semijoias.

Na Waufen Semijoias Finas, temos produtos banhados com camadas generosas de metais nobres. Dessa forma, a experiência de se usar uma semijoia fina é completa e sem sustos adicionais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here