O prestígio contínuo da Cartier através da história

História da Cartier

Atualmente, podemos considerar que a Cartier é muito mais do que uma empresa. Ela se tornou um conceito inspirador sobre o que é ser uma joalheria e uma das marcas mais respeitadas do mundo. Hoje presente em centenas de países com cerca de 300 lojas físicas, a joalheria tem uma trajetória repleta de prestígio. Conheça a história da Cartier, uma das joalherias mais importantes do mundo.

A multinacional que hoje é gigante começou como um pequeno negócio familiar. A marca foi fundada em 1847, em Paris por Louis François Cartier. Depois foi comandada pelos filhos e foi na geração dos netos Pierre, Jacques Louis Cartier  que a empresa se caracterizou como uma joalheria de luxo de muito renome.

Joias cartier
Algumas das joias mais emblemáticas da marca

Em 1899, a loja teve sua primeira unidade grande que já se assemelhava com uma loja conceito na importante Rua de La Paix, em Paris. E com a expansão feita pelos netos, a empresa ganhou unidades em cidades importantes como Londres e Nova York.

Saiba sobre os pontos mais importantes da trajetória da maior e mais famosa joalheria de luxo do mundo. Além disso, a marca é a mais querida das celebridades, da monarquia e das classes sociais mais elevadas, de forma geral.

Pedido de Santos Dumont

O brasileiro inventor do avião, Santos Dumont, cultivava amizade com Louis Cartier desde o século XIX. E  que em um dos seus encontros Dumont desabafou para Cartier que encontrava dificuldade em ver as horas no relógio de pulso enquanto voava.

Relógio Cartier Santos Dumont
Santos Dumont reclamava que era difícil ver as horas em relógio de bolso. Então, Louis pensou em um protótipo de relógio de pulso

De acordo com relatos históricos o relógio de pulso já havia sido inventado, em 1814 por Abraham Louis Breguet. Porém, Cartier e o relojoeiro Edmond Jaeger foram responsáveis por criar um protótipo moderno da peça. E assim a empresa também se destacou no cenário relacionado à produção de relógios.

Cartier e a Monarquia Britânica

A relação da Cartier com a monarquia existe há tempos. Quando houve a coração do Rei Eduardo VII, a joalheria produziu cerca de 27 tiaras luxuosas para o evento. O próprio Rei criou um tipo de slogan para designar a empresa:

Cartier: joalheiro dos reis, rei dos joalheiros

Falando em tiaras, em 2011. Kate Middleton quando se casou com o Príncipe William escolheu uma tiara Cartier de 1936. A peça além de lindíssima é uma das favoritas da própria Rainha Elizabeth II.

Cartier Monarquia
Kate usou tiara clássica da Cartier e Meghan optou pelos brincos e bracelete

Até mesmo a mais nova Duquesa de Sussex, Meghan Markle, em seu casamento com Harry, optou por joias clássicas da Cartier. Em seu casamento com Harry, ela usou brincos ponto de luz e bracelete. E na recepção ela também usou brincos luxuosos Cartier.

Ultrapassando fronteiras

Outros lugares que estão altamente associados a história da joalheria são a Rússia e a Índia. As joias lindas e preciosas da Cartier carregam muitas inspirações nas culturas dos russos.

Em busca de inspiração e de um novo mercado, os netos de Cartier viajaram para o país e ficaram encantados. E esse sentimento foi recíproco, pois rapidamente czares russos adoraram as joias luxuosas. E a joalheria se inspirou nos trabalhadores de pedra russos.

A Índia também foi outro país que se encantou pelas joias da marca. Rafael Lupo Medina, especialista em joia que trabalha na Cartier, diz em entrevista ao jornal Gazeta do Povo:

 Quando os marajás indianos viram a mão de obra da Cartier começaram a levar suas pedras até Paris para que os colares fossem confeccionados por lá

Marajá de Patiala Colar Cartier
O Marajá de Patiala tinha um dos colares mais cobiçados, que tinha como destaque o diamante amarelo de 200 quilates.

Pantera

Mulher com uma pantera George Barbier
Primeira aparição da pantera na história da joalheira/ Reprodução

Em 1914, Louis Cartier encomendou um desenho de uma mulher com joias e uma pantera negra.  Depois disso a pantera  foi estampada em um dos relógios da marca. E também fez parte de um porta cigarros nunca comercializado, feito para presentear Jeanne Toussaint, amiga pessoal de Louis.

Bracelete Pantera Cartier
Então, o bracelete de pantera é uma das peças mais marcantes da joalheria

Então, em 1918 Jeanne se juntou a equipe da Cartier e foi ela que se encantoou e deu vida à pantera. Jeanne era comparada ao animal por seu temperamento e  estilo. Por isso, quando se tornou uma das diretoras da joalheira, ficou conhecida como La Panthère.

Jeanne Toussaint Cartier
Jeanne Toussaint foi quem trouxe a Pantera como emblema principal da marca

O estilo irreverente de Jeanne foi um impulso para que a marca se reinventasse e trouxesse um novo conceito de elegância feminina. E por isso ela é famosa e também, por ser inovadora é algumas vezes comparada com a estilista Coco Chanel.

As joias com motivos relacionados à Pantera se tornaram uma das principais características da Cartier. Em 1948, o próprio Duque de Windsor, encomendou um broche com o tema para presentear sua esposa.

No vídeo a versão completa sobre a Pantera, feito pela própria Cartier:

Em 2014, foi o centenário da criação desse emblema e para comemorar a joalheria lançou sua maior coleção com 57 peças. Hoje em dia, algumas celebridades Gwyneth Paltrow, Lady Gaga, Cara Delevingne e Jay Z tem peças com o famoso tema da marca.

Anel Pantera Cartier
O astro do rap Jay Z e a cantora pop Lady Gaga com diferentes tipos de anel de pantera Cartier

Grace Kelly e as joias deslumbrantes

A joalheria foi uma das paixões da musa do cinema Grace Kelly. E logo a própria marca se encantou pela atriz também. Em 1956, o monarca Rainier III pediu a atriz em casamento com um anel de 10,5 quilates de diamantes da joalheria. E nesse momento que ela se apaixonou pela marca e adquiriu muitas joias únicas.

Grace Kelly Joias Cartier
Grace Kelly teve uma relação de paixão recíproca com a marca

Em 2014, Nicole Kidman interpretou a diva do cinema em Grace of Monaco. E para a produção, foram criadas 5 réplicas das joias mais icônicas da atriz. Elas são um alfinete de diamantes, outro com a forma de uma galinha, o colar de diamantes, a tiara com rubis e diamantes e anel de noivado.

Atualmente

Hoje a Cartier é muito mais do que uma joalheria, ela é um conceito e oferece vários produtos da marca ao público seleto. A empresa que hoje é comandada por Cyrille Vigneron é uma gigante do segmento, com faturamento bilionário.

Loja Cartier
A joalheria uniu um espírito tradicional e a vontade de inovar

Então, o contraste de tanta grandeza se dá ao processo de criação das peças que é majoritariamente manual. O processo de fazer as peças à mão é o mesmo desde o século XIX, e há quem diga que esse é o principal motivo de tanto sucesso.

Oito mulheres e um segredo

O longa metragem que estreará em 7 de junho reúne um elenco grandioso! Portanto, entre as mulheres poderosas estão: Sandra Bullock, Rihanna, Cate Blanchett e Anne Hathaway. Portanto, já pode ser considerado um blockbuster.

Oito Mulheres e um segredo
Colar da Cartier que será alvo da equipe comandada por Sandra Bullock

Então, a principal parte da trama se dá ao Sandra Bullock reunir uma equipe de mulheres para roubar um colar da Cartier de 150 milhões de dólares. O filme é como se fosse uma continuação da trilogia de Onze homens e um segredo. E mais uma vez uma joia da Cartier será protagonista de cinema!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here