Dia da Mulher: Sororidade e Conquistas

jlaw FEMINISMO CELBS
Jennifer Lawrence | Todos deveríamos ser feministas
  OUTLET

A nossa luta é grande e ainda temos muitos outros desafios para enfrentar. No entanto, conheça as nossas vitórias já alcançadas ao longo de anos de peleja, e o porque celebrar com orgulho o Dia da Mulher.

Amorosas, dedicadas, diligentes, guerreiras, multi-facetadas, sensíveis mas não frágeis, nós mulheres somos resistência desde sempre. Acima de tudo, porque vivemos em uma sociedade ainda machista, sexista e desigual.

A nossa luta é real, precisa ser constante e tem diversas frentes. Por isso, é preciso abraçar todas elas para que o mantra que se criou com a conscientização propagada pelas mídias e movimentos feministas possa ser de fato, verdadeiro.

Sororidade

Recentemente a palavra sororidade tem sido muito pesquisada nas plataformas de pesquisas e ela se encaixa perfeitamente com o nosso tema em questão. Por isso, vale a pena entender seu significado e pratica-la.

Com base na solidariedade e empatia feminina, essa palavra significa promover o companheirismo entre as mulheres e é um dos pilares do feminismo. Afinal, juntas somos mais fortes.

Precisamos extinguir o comportamento competitivo e rivalidade com as nossas semelhantes, promovida desde nossa infância. Apesar de vivermos em uma sociedade bélica, é preciso entender e apoiar a causa, que é nossa… Girl Power!

Além disso, é importante salientar que a estrada até aqui foi árdua, mas o poder da união promoveu mudanças muito importantes e permitiu que a mulher tivesse voz e direitos em uma sociedade que nos via antes como um objeto de posse de outrem.

Confira nossas conquistas ao longo dos anos e se familiarize com nossas causas que buscam igualdade de gênero, salários iguais, responsabilidades divididas, direito ao nosso corpo, respeito, segurança e mais oportunidades no âmbito profissional dominado por homens.

dia da mulher
Foto: Reprodução Pinterest

8 Conquistas para Celebrar o Dia da Mulher

Somos inteligentes e mutos capazes, porém antigamente mas nem tanto assim, as mulheres não eram vistas dessa forma. Eramos tidas como seres mentalmente inferiores, frágeis e sem voz ativa. Nossos destinos eram escolhidos por pais e maridos e tínhamos que aceitar de bom grado e oferecer uma obediência cega. Dá pra imaginar?

dia da mulher
Foto: Reprodução Pinterest

Direito de Estudar

Até meados dos anos 1827 uma mulher não podia frequentar escolas, e até 1879 não podiam fazer uma faculdade. Contudo, hoje em dia, estudos apontam que os rendimentos das mulheres são melhores que dos homens, e no Brasil, 60% dos concluintes de cursos superiores são mulheres.

Direito ao Voto

Apenas em 1932, no governo de Getúlio Vargas, que as mulheres conquistaram o direito ao voto. Até então, a sociedade nos julgavam incapazes porque para eles, as mulheres tinham “retardo evolutivo” em relação aos homens.

luta feminista
Foto: Reprodução Pinterest

Direito Civil de Igualdade

Em 1962 com o advento do Estatuto da Mulher Casada, esta deixou de ser considerada civilmente incapaz, e a Constituição de 1988 garantiu o direito de ser e não apenas viver na sombra de um homem em posição de inferioridade e submissão.

O reconhecimento dos direitos individuais e sociais das mulheres, foi resultado do intenso trabalho dos movimentos feministas, conhecido como lobby do batom, que apresentou propostas para um documento mais igualitário.

Apesar de ainda termos uma caminhada longa pela frente a posição feminina na sociedade começou a mudar radicalmente e o status jurídico das brasileiras coibiu a violência intrafamiliar, o que forneceu a base para que se formulasse a Lei Maria da Penha.

Dia da Mulher: Sororidade e Conquistas
Foto: Reprodução Pinterest

Liberdade Sexual

Hoje nós mulheres podemos desfrutar do prazer de conhecer verdadeiramente nosso corpo, experimentar coisas que nos agradam, buscar a nossa satisfação sexual, além de somente transar para reproduzir ou agradar o parceiro.

A mulher hoje em dia, tem autonomia sobre seu corpo, e não tem que receber ordens de como devem se comportar ou se vestir para serem respeitadas ou validadas. Por isso, dispense qualquer tipo de crítica acompanhada de imposições que te façam mudar quem você é, e duvidar da sua essência.

Foto: Reprodução Pinterest | SP – PROTESTO/MULHERES/SP – GERAL

Homens Pró-Feministas

É importante entender que o feminismo não é uma luta contra o homem e sim um movimento que preza por direitos que interessam ambos os gêneros pois o feminismo e machismo não são antônimos.

Cuidar dos filhos, varrer o chão, lavar uma louça são responsabilidades e questões higiênicas dos dois. Segundo a Pesquisa Nacional de Domicílios (Pnad), do IBGE, mulheres gastam 23,9 horas da semana cuidando de afazeres domésticos, enquanto os homens ficam com apenas 9,7 horas.

Libertar o homem da obrigação sufocante de ser o chefe, o poderoso e sempre no comando, o que toma a iniciativa, o provedor, é algo positivo. Por isso, homens ao redor do mundo já se dizem feministas e de acordo com as ideias do movimento.

Foto: Reprodução Pinterest

Alguns homens pró-feministas promovem atividades de grupos com meninos e homens jovens nas escolas e ensinam a antiviolência, oferecendo oficinas sobre assédio sexual, respeito e equidade de gênero e executando campanhas de educação e conscientização nas comunidades.

A Conscientização Sobre o Machismo

Ser machista é concordar com a dominação do homem e sua superioridade sobre a mulher. Essa cultura é violeta, mas com o mundo globalizado e através das mídias sociais, cada vez mais as pessoas estão se dando conta disso.

A nossa realidade atual ainda é triste pois dez mulheres são assassinada por dia no Brasil, colocando o Brasil no 12º lugar no ranking mundial de homicídios contra a mulher. Os números de estupros, de agressões físicas e abusos submetidos à mulher são altos.

Luta Feminista
Foto: Reprodução Pinterest

Portanto, essa batalha não esta ganha, e o que vale é entender que machismo também é fazer piadinhas de objetificação com mulheres e toda ideia de controle e posse sobre seu corpo e comportamento. Então, fique ligada!

Apoio Midiático ao Feminismo

Ainda podemos ver formatos machistas em programas de televisão, onde o corpo da mulher é evidenciado. Porém, vemos também atrações brasileira e internacionais comandadas por mulheres que dirigem editoriais esportivos, políticos, jornalísticos, humorísticos, de entretenimento e muitas outras vertentes.

O “Girl Power” tem ganhado muita visibilidade e é quase como um grito de guerra da causa. Celebridades como Jennifer Lawrence, Beyoncé, Angelina Jolie, Miley Cyrus, Demi Lovato, Beyoncé, Manu Gavassi, Anitta, Pitty e muitas outras já levantaram a voz em apoio ao movimento.

Dia da Mulher: Sororidade e Conquistas
Foto: Reprodução Pinterest

Isso tudo ajuda as mulheres a se conscientizarem também sobre os seus direitos, apoiarem a causa que são delas, para elas e por elas e a levantarem a sua voz, não se calar mediante a um acontecimento que fere sua existência e sua autonomia.

Ser Feminista e Feminina

Através de muita luta, hoje em dia as mulheres podem sair de saia curta, se maquiar como querem e falar o que pensam. É um mito achar que ser vaidosa e dona de casa é antifeminista.

Todas podemos ser o que queremos e é essa liberdade de rótulos e definições que ecoam os conceitos feministas. Você pode ser feminista e andar de salto, cozinhar bem, se preocupar com seu corpo, fazer tricô e fazer tratamentos estéticos.

Não devemos viver a mercê dos esteriótipos e sabemos que não podemos, não devemos e não precisamos estar nos padrões estéticos impostos diariamente pela sociedade patriarcal. A ideia é ser livre para cozinhar ou não, usar make ou não e ainda se sentir mulher a sua forma.

Foto: Reprodução Pinterest

Somos todas mulheres e encaramos a vida de maneiras diferentes, precisamos somar e jamais apontar o dedo para aquilo que não entendemos ou não vivenciamos. Nossas histórias se cruzam em prol desta causa linda, que traz força e é pelas nossas vidas.

O dia 08 de março é um ótimo dia para celebrarmos tantas conquistas e deve ser muito bem comemorado. A mulher é forte e doce ao mesmo tempo. Erasmo Carlos já sabia do que estava falando quando cantou:

“Dizem que a mulher é o sexo frágil. Mas que mentira absurda. Eu que faço parte da rotina de uma delas. Sei que a força está com elas…”.

A WAUFEN apoia a causa das mulheres, e se você também está com a gente nessa, deixe seu comentário de apoio e nos conte o que você pensa sobre esse tema e as sua vertentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here